Home / Colunas / Exposição da Yoko Ono mistura interatividade e temas críticos em suas obras

Exposição da Yoko Ono mistura interatividade e temas críticos em suas obras

Por: Rafaela Martins – Fala! Cásper

 

A nova exposição que chegou no mês de abril ao Instituto Tomie Ohtake, é da icônica artista Yoko Ono. O experimentalismo é a maior marca da artista japonesa, que busca romper barreiras artísticas e abdica dos materiais para explorar apenas palavras, ideias e a participação do público.

PBS contemporary art john lennon performance art yoko ono GIF

Intitulada como “O Céu Ainda é Azul, Você sabe…”,  a exposição reúne as primeiras produções criadas por Yoko Ono no início de sua carreira, na década de 1950. As obras são interativas e instigam a imaginação e participação do público o tempo inteiro.

Foto 01 Oficial

Logo de início, Ono exige a abertura emocional do público, que tem como primeira missão listar suas tristezas e felicidades, e retratá-las a partir de pilhas de pedra.

Para cada sentimento de felicidade ou tristeza, adiciona-se uma pedra a sua respectiva pilha, fazendo as pessoas refletirem sobre dois aspectos tão contrastantes de suas vidas.

Foto 02 Pedras
Foto: Rafaela Martins.

 

Uma das obras que mais chama atenção dos visitantes é a “Pintura para martelar um prego”, no qual o público literalmente martela pregos em uma superfície de madeira até ficar totalmente preenchida.

Foto 03 Pregos
Foto: Rafaela Martins.

 

Já na obra “Peça Remendo”, criada por Yoko Ono em 1966, os visitantes consertam peças de pratos e xícaras que estão em pedaços. O objetivo é que “por meio do ato de consertar, as pessoas também consertem o Universo”.

Os pedaços quebrados são espalhados em uma mesa e podem ser colados através de fitas adesivas. Após o conserto, podem ser expostos em prateleiras que ficam no local.

Foto 04 Conserto
Foto: Rafaela Martins.

 

Foto 05 Peças quebradas
Foto: Rafaela Martins.

 

O público também pode demonstrar seu lado artístico e “brincar” com tintas na exposição. Um quadro é oferecido para que as pessoas desenhem e pintem livremente. Ono dá uma única instrução para aqueles que quiserem fazer a pintura em casa: deve-se colocar o quadro no chão e deixá-lo para ser pisado.

Foto 06 Quadro Tintas CAPA
Foto: Rafaela Martins.

 

“Faça um pedido. Escreva-o em um papel. Dobre-o e amarre-o em um galho da árvore” – essa é a instrução da obra “Árvore dos Pedidos”.

Foto 07 Arvore
Foto: Rafaela Martins.

 

Yoko Ono tem uma trajetória em movimentos pacifistas, que possui muita visibilidade em toda sua vida pessoal e artística. Através de sua produção, Ono traz capacetes de soldados, e dentro deles podem ser encontrados pedaços de quebra-cabeças ilustrados com a imagem do céu. Ela retrata a guerra e sua brutalidade em contraste com o céu azul que transmite paz.

Foto 08 Capacetes
Foto: Rafaela Martins.

 

Cartazes com frases como “A Guerra Acabou (se você quiser)”, e pilhas de terra de localidades que já presenciaram a violência das guerras, compõem sua produção que busca por um grito de socorro em um mundo cheio de conflitos.

Foto 09 Terra
Foto: Rafaela Martins.

 

Para completar suas obras sobre o tema da guerra, Yoko Ono oferece um mapa no qual os visitantes podem carimbar frases como “Imagine Paz”, inspirada na letra do ex-Beatle John Lennon.

Foto 10 Mapa
Foto: Rafaela Martins.

 

Foto 11 Carimbos
Foto: Rafaela Martins.

 

Yoko Ono é também engajada na luta feminista e abre espaço para discutir a violência contra a mulher e o corpo feminino.  Há vídeos sobre o tema em diversas televisões expostas, além de duas paredes repletas de depoimentos de mulheres brasileiras que sofreram algum tipo de abuso ou assédio.

As histórias foram envidas pelas próprias vítimas, através das redes sociais a convite da própria Yoko Ono.

Foto 12 Depoimentos
Foto: Rafaela Martins.

 

A exposição poderá ser visitada até o dia 28 de maio no Instituto Tomie Ohtake, sendo nas terças-feiras entrada gratuita, e os demais dias por R$12,00 a inteira, sendo R$6,00 a meia entrada (crianças até 10 anos, cadeirantes e deficientes físicos têm entrada gratuita em todos os dias da exposição).

Confira também

campeao2

A grande final da Taça RW

Bem amigos, o maior quebra canelas do Mackenzie chegou ao fim com uma final eletrizante ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>